Archive for April 26, 2015

Pirate Bay já bloqueado em Espanha

O site de partilhas Pirate Bay continua a ser alvo da luta contra a pirataria de conteúdos protegidos.

Pirate Bay bloqueado

A lista de países onde o site é bloqueado não para de aumentar. Depois de Portugal, foi a vez da Espanha de impedir o acesso dos cibernautas ao Pirate Bay. A Justiça do país vizinho deu 72h aos operadores de telecomunicações para implementarem o bloqueio.

Apesar do descontentamento na comunicade online, a medida foi bastante aplaudida pelas associações de defesa dos direitos de autor, nomeadamente a Associação de Produtores de Música de Espanha.

Mais um passo na luta contra o Pirate Bay e a pirataria informática em geral.

Para uma protecção total do seu computador a MisterPC recomenda uma solução antivírus paga.

O seu smartphone está sob ataque

Apesar da abundância de informação na Internet e nas Redes Sociais, muitos utilizadores ainda acreditam que vírus, ataques informáticos e outros problemas de segurança ocorrem apenas nos computadores. Na verdade, esquecem-se que os smartphones e tablets passam cada vez mais horas ligados à Internet e, consequentemente, estão mais expostos a riscos.

smartphone-virus-malware-signs-symptoms

Abaixo, elencamos algumas das principais ameaças neste âmbito e apresentamos algumas sugestões para se proteger.

Aplicações

As aplicações são úteis e divertidas. Mas podem ser também uma porta de entrada para software malicioso. Deverá sempre recorrer aos sites oficiais como o Google Play ou a Apple Store sempre que necessitar de instalar uma aplicação.

Mesmo assim, recomendamos máxima cautela dado que há cada vez mais aplicações da Google Play Store que estão “contaminadas”. Antes de efectuar o download, leia a opinião de outros utilizadores.

Desconfie de aplicações “milagrosas” que lhe prometem coisas mirabolantes de forma gratuita.

Antes de instalar verifique a que funções a aplicação terá acesso.

A existência de um bom antivírus no seu dispositivo ajuda-o.

Phishing

O phishing consiste em ludibriar o utilizador com uma página falsa, fazendo-a parecer verdadeira, com o objectivo de obter dados confidenciais. É uma prática muito frequente nas fraudes bancárias.

Tenha cuidado com links suspeitos que, muitas vezes, chegam através de redes sociais ou aplicações stipo WhatsApp. O email também é uma ferramenta de propagação muito comum deste tipo de ataque.

Nalguns tipos de phishing, o smartphone, após infectado, envia mensagens para todos os contactos sem que o utilizador se aperceba.

No caso de receber algum link que o faça desconfiar, pergunte ao remetente de que se trata e se é de confiança.

Ao utilizar o browser de internet do seu smartphone ou tablet esteja atento aos URL’s. Quando a página é falsa o URL exibido é “estranho” e em nada tem a ver com o que seria devidamente suposto, seja a página do seu banco, ou um site de e-commerce.

Mensagens SMS

Aparentemente inofensivos, os SMS tornaram-se também um meio de os hackers difundirem software malicioso. Por norma, através de mensagens com algum tipo de vantagem para o utilizador (um prémio, um desconto, etc.) que requerem a abertura de um determinado link na Internet.

Aqui, repetimos os conselhos dados anteriormente, sobre os cuidados a ter ao abrir um link desconhecido.

Tenha também cuidado se o SMS lhe pedir uma resposta com os seus dados pessoais. Pode não se tratar propriamente de software malicioso, mas sim uma forma de angariar os seus contactos para campanhas de SPAM.

Telemóvel desligado ou offline

Mesmo deligado da Internet, alguns vírus que anteriormente se alojaram no telemóvel, podem continuar a desenvolver a sua actividade. Recentemente, foi descoberto um malware que finge desligar o telemóvel, mas continua activo, registando imagens, conversas e dados do utilizador.

Antivírus

Como os computadores, também os telemóveis precisam de um bom antivírus. Apesar de haver muitas soluções gratuitas, as mesmas não dão protecção completa ao equipamento. Por poucos euros, poderá adquiri um antivírus verdadeiramente seguro e eficaz.

Actualização de software

As actualizações do sistema operativo, entre outras vantagens, resolvem problemas e corrigem erros de segurança detectados. Por isso, mantenha o seu equipamento com a versão mais recente do software, seja o sistema operativo, sejam as aplicações que utiliza.

 

Na MisterPC, prestamos assistência a smartphones e tablets de todas as marcas, com diagnóstico gratuito.

 

Já ouviu falar do Olio?

Mas de certeza já ouviu falar nos smartwatch. São a nova moda da tecnologia e a sua implementação tem crescido a olhos vistos, havendo já modelos de grandes marcas de relojoaria.

olio-smartwatch

O Olio apresenta-se como um smartwatch de excepção. Concebido como um relógio mecânico por Steven Jacobs, antigo designer da Apple e da HP, possui um design mais clássico que a restante oferta do mercado. Distingue-se também pela qualidade dos materiais utilizados na sua construção.

Mas há mais. O Olio dispõe de um sistema de nuvem que, através da análise aos contactos com quem mais frequentemente comunica, lhe exibe apenas as mensagens mais importantes.

Os rumores indicam que o Olio será posto à venda no Verão e que poderá ser adquirido pela módica quantia de 600 euros.

Microsoft ataca mercado com portátil de 150 dólares

Primeiro, foram os smartphones “low-cost”. Agora, a Microsoft prepara a sua estratégia para concorrer com os Chromebooks da Google.

Recentemente, a revista Digtimes revelou que a Microsoft está a desenvolver dois portáteis de baixo custo, equipados com o novo Windows 10 e cujos preços poderão variar entre os 149 e os 179 dólares (140 e 170 euros, aproximadamente).

Microsoft-windows10

Prevê-se que o lançamento destes portáteis seja feito na Índia e noutros mercados emergentes, podendo também abranger o segmento educativo, no qual os Chromebooks estão em crescimento.

Os equipamentos deverão chegar ao mercado ainda este ano, após o lançamento do Windows 10.

Do pouco que se sabe destes dispositivos, destaca-se o ecrã de 11,6 polegadas e a plataforma Intel BayTrail CR.

Alguns rumores indicam que cada modelo terá o seu mercado-alvo: educação e consumo.

Como os rivais Chromebooks, estes portáteis da Microsoft destinam-se à navegação básica na Internet, processamento de texto e outros funcionalidades pouco exigentes a nível de processamento.

Após muitos anos afastada da produção de hardware, a Microsoft entrou no mundo dos tablets através do Surface, nos telemóveis através da aquisição da Nokia e chega agora aos PCs.

Apesar destas informações ainda não terem sido confirmadas oficialmente, acreditamos que as mesmas possam ser fidedignas, atendendo ao passado recente da Microsoft.

Enquanto aguarda, porque não consultar a selecção de portáteis e PCs “low-cost” da MisterPC?

Samsung Galaxy S6: resistente a quedas!

Já aqui falamos dos novos smartphones da Samsung: Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge. Com uma maior aposta no design e no apelo visual e utilizando materiais de construção mais nobres, a marca parece determinada a combater o rival da Apple: o iPhone.

Como é normal nestas ocasiões de lançamento de novos produtos, uma das primeiras questões a ser levantada foi sobre a resistência do dispositivo, dado que o mesmo possui painéis de vidro, nas partes frontal e traseira, aparentando uma maior fragilidade face a aparelhos construídos em metal ou plástico.

Na semana passada, um vídeo tornou-se viral ao mostrar um Galaxy S6 Edge a ser sucessivamente atirado contra o chão, sobrevivendo às quedas sem qualquer mazela aparente. Pouco depois surgiu um teste de queda mais elaborado, publicado pelo canal do Youtube TechSmartt. O vídeo mostra várias situações do dia-a-dia susceptíveis de atirar o smartphone ao chão.


Como se comprova, o S6 passou praticamente sem qualquer dano pelos testes, nos quais caiu da altura da cintura e do rosto do utilizador.

Outros testes comprovam a resistência do S6, sendo preciso atirá-lo com a face voltada para baixo, para se verificar danos consideráveis. Deste modo, a Samsung tranquiliza os utilizadores preocupados com a elevada percentagem de superfícies de vidro no dispositivo.

Contudo, se o seu smartphone sofrer uma queda e necessitar de reparação, saiba que pode confiar na MisterPC.

Nova Pen para Android e iPhone

A multinacional americana SanDisk lançou recentemente dois modelos de pen-drive para dispositivos Android e iOS.

O modelo para Android chama-se “Ultra Dual Drive 3.0” e estará disponível em formatos de 16GB, 32GB e 64GB. O iXpand, destinado a iPhones e iPads, será comercializado com as mesmas opções de capacidade.

sandisk-ultra-dual-usb-drive

A versão para Android possui um conector microUSB e outro USB, ambos retrácteis, podendo ser usada também em computadores. Quando conectado a um PC (com Windows Vista, Windows 7, Windows 8 ou Mac OS 10.6) este dispositivo atinge a velocidade máxima de 130MB/s. Para poder utilizar a Pen é necessário instalar a aplicação Memory Zone, sendo o conteúdo da mesma exibido em abas.

SanDisk-iXpand-Flash-Drive-image-002

O iXpand só funciona em produtos Apple. Possui também dois conectores, um Lightning e outro USB. Também requer uma aplicação para funcionamento e gestão da informação – a iXpand Sync. Como grande vantagem face ao Ultra Dual Drive, permite a reprodução de vídeos em formatos que, por norma, não são aceites nos dispositivos Apple, como AVI e MKV.

Informação confidencial no seu iPhone/iPad

Sabia que há pormenores da sua vida privada na posse dos colaboradores da Apple? E tudo inerente à utilização diária que faz do seu iPhone ou iPad.

iphone mais rápido

E nada disso é ilegal, porque os utilizadores dão o seu consentimento. A verdade é que a maior parte não lê os Termos e Condições que acompanham os equipamentos ou as licenças de software.

Por isso mesmo, há cinco informações privadas que estão do lado da Apple:

1 – Sempre que fala com a Siri, algum funcionário da Aplle pode estar a ouvi-lo. Ao utilizar a Siri o utilizador permite que a Apple use e partilhe “outras informações” com as suas “filiais e agentes”. Ou seja, tudo o que diz à Siri e onde estava quando o disse.

2 – Pessoal ou “não pessoal”? Na Política de Privacidade da Apple há distinção entre informação pessoal e “não pessoal”. Supostamente, a empresa não partilha informações pessoais. Contudo, aquilo que é considerado como “não pessoal” é ambíguo: profissão, código postal, local onde o dispositivo se encontra a funcionar, são alguns exemplos de informações “não pessoais”.

3 – “Sei onde tu estás.” Ao utilizar um serviço Apple que necessite da localização activada, a empresa pode utilizar essa informação para “fornecer, melhorar e aumentar esses produtos e serviços”.

4 – Excesso de velocidade. Não é difícil perceber que, ao saber onde se encontra, é possível calcular qual o trajecto que faz e a que velocidade se desloca, se estiver em movimento. Em 2011, um conhecido fabricante de dispositivos GPS pediu desculpa aos clientes, pois tinha fornecido à polícia holandesa dados sobre tráfego rodoviário.

5 – Big brother is watching you! Para garantir que todas as iMessagens são entregues aos respectivos destinatários, a Apple guarda-as (criptografadas…) durante um determinado período de tempo, período esse que não está definido pela marca.

Para mais informações e assistência técnica ao seu iPhone ou iPad, consulte a MisterPC.  

E se o seu telemóvel fosse um cartão de crédito?

Dentro em breve os utilizadores do serviço Wallet da Vodafone, com smartphones Android, vão poder efectuar pagamentos através de terminais sem contacto, com um cartão VISA armazenado no telemóvel.

Vodafone-Wallet

 

Trata-se da futura versão actualizada do Vodafone Wallet, que estará disponível na Europa antes do final de Junho. Esta actualização é um avanço no serviço que já é oferecido na Alemanha, Espanha, Reino Unido, Itália e Holanda. O sistema funciona através de um cartão SIM especial, compatível com a tecnologia NFC, que contém uma cópia de um cartão VISA.

A Apple dispõe de um sistema semelhante (o serviço Pay) mas, em vez de funcionar com um SIM especial, utiliza tecnologia embutida no smartphone. A vantagem do Wallet da Vodafone é que a operadora não fica dependente dos fabricantes dos equipamentos para ver o seu serviço em utilização. De acordo com a marca, o Wallet vai funcionar com os terminais sem contacto já existentes e com uma ampla gama de dispositivos Android.

Esta inovação da Vodafone surge numa altura em que as operadoras de telecomunicações desenvolvem intensos esforços para fazerem avançar os pagamentos móveis. Ainda recentemente a Google adquiriu a tecnologia e propriedade intelectual da Softcard, de modo a pré-carregar o Google Wallet em novos smartphones das operadoras americanas AT&T, T-Mobile e Verizon, até ao final deste ano.

Por seu lado, a Vodafone adianta-se na corrida europeia, dado que o Apple Pay ainda não está disponível na Europa e o Google Wallet ainda não permite pagamentos em lojas . A solução de pagamentos móveis da Samsung será lançada durante 2015 nos EUA e na Coreia do Sul. Assim sendo, apesar da incerteza de sucesso, a Vodafone explora uma oportunidade.

Para além da Vodafone, a nível europeu a Visa está a trabalhar também com a Orange e a TIM, mas com sistema de cartões pré-pagos, como acontecia até aqui com o Vodafone Wallet.

Visit Us On Facebook