Archive for April 28, 2014

iPhones e Humidade

Se é um orgulhoso proprietário de um iPhone, saiba que tal como acontece com outros dispositivos, deve estar preparado para o surgimento de avarias. É chato, incómodo, pouco provável de acontecer, mas é a realidade.

No caso dos smartphones da Apple a causa principal de avarias é a humidade, seguindo-se as quedas e, muito raramente, os curto-circuitos.

Se o seu aparelho ainda está abrangido pela garantia, saiba também que, em qualquer um destes casos terá muita dificuldade em obter assistência no âmbito da mesma. De facto, ao detectarem humidade no iPhone, as operadoras irão fazer de tudo para evitar dar garantia ao seu equipamento.

«Mas o meu iPhone nunca esteve em contacto com água! Porque é que me dizem que a causa da avaria é a humidade?»

«Mas como é que eles sabem que eu verti água no iPhone?»

Os iPhones estão equipados com sensores de humidade, que indicam se o aparelho esteve em contacto com água, seja no estado líquido, seja no estado gasoso (vapor).

Por exemplo, o vapor resultante da água quente quando tomamos banho é suficiente para activar estes sensores, apesar de, na maior parte dos casos, não ser suficiente para provocar uma avaria.

Este facto pode originar situações “caricatas”. Mesmo que a avaria do iPhone não tenha nada a ver com a humidade, se os sensores tiverem sido activados, a operadora poderá alegar esse facto para não efectuar a reparação ao abrigo da garantia.

Esta imagem mostra a localização de dois dos sensores de humidade do iPhone. Os outros dois estão localizados no interior.

Sensores de humidade - iPhone

Sabemos que os sensores foram activados, quando eles se tornam vermelhos. Se tal acontecer, não abra o equipamento. Os parafusos contêm um pequeno “truque” que revela se os mesmos foram violados, ou não, e isso também poderá ser factor de perda de garantia.

Apesar de existirem algumas soluções “domésticas” que ajudam o seu iPhone a recuperar de um derramamento de líquidos, é sempre recomendável que, em caso de estas ou outras avarias, recorra sempre a um serviço de assistência técnica especializado, para que o seu aparelho seja reparado de forma segura e profissional.

O vírus dos “CTT”

Como o famoso Cavalo de Tróia da mitologia grega, há softwares maliciosos que entram nos computadores disfarçados de algo absolutamente credível: são os chamados Trojans.

É o caso do recente Trojan Hesperbot que em Portugal tem-se disseminado utilizando a imagem dos CTT Expresso.

Vírus "CTT"

A ameaça chega ao computador através de uma mensagem de e-mail relativa à impossibilidade de entrega de uma determinada encomenda na morada do utilizador. O e-mail contém um link onde, supostamente, o utilizador poderá descarregar informações sobre essa encomenda, imprimi-las e deslocar-se ao posto de correios mais próximo para fazer o levantamento. O utilizador é também informado de que, se não efectuar o levantamento no período de 30 dias úteis, os CTT irão cobrar 4,18€ relativos a despesas.

Ao clicar no link, a vítima é redirecionada para uma página igual à dos CTT, excepto no endereço: em vez de www.ctt.pt é www.cctt.su

A página convida o utilizador a seguir uma série de passos até ao momento em que descarrega um ficheiro Zip que contém no seu interior um executável “informações.exe”.

Esse ficheiro incorpora funcionalidades de roubo:

- grava tudo o que é digitado no teclado

- cria capturas de ecrã e vídeo

- cria ligações com computadores externos e monitoriza todo o tráfego online do PC infectado, com o objectivo de aceder a informações confidenciais.

A forma como este malware está criado permite abranger todo o universo de utilizadores nacionais.

A MisterPC recomenda que mantenha o seu anti-vírus actualizado e opte por uma solução anti-vírus paga.

Para uma análise completa e segura ao seu sistema, recorra a um serviço de assistência especializado.

 

Reparação Tablets (Windows e Android)

Agora o seu Tablet dispõe de novos centros de reparação no Grande Porto.

A rede MisterPC, presente nos principais centros comerciais da área, está preparada para reparar qualquer tipo de avaria no seu equipamento, com diagnósticos totalmente gratuitos.

Reparação tablets

 

* Substituição de LCD
* Substituição de Touch Screen / Vidro
* Substituição de capa traseira
* Substituição conector micro USB
* Substituição conector DC Jack
* Reparação/substituição de Botão Home
* Reparação de problemas de cobertura de rede
* Reparação de rede Wireless, 3G
* Reparação de câmara fotográfica
* Substituição bateria
* Problemas de arranque
* Reparação de humidades na placa
* Outros a Diagnosticar

Reparamos:

Samsung, Asus, Microsoft, Denver, Storex, Lenovo, Ntech, Sony, Acer, Alcatel, Yarvik, Archos, Insys, LG, Memup, Toshiba, HP, Lexibook, Magalhães, entre muitas outras marcas do mercado.

Mais informações e pedidos de orçamento (clique aqui).

Nova ameaça: “Heartbleed”

Se é utilizador frequente da Internet, de certeza que já ouviu falar do “Heartbleed”, o vírus que tem agitado a comunidade online nos últimos dias.

Vírus Heartbleed

Este software malicioso instala-se em sistemas de código aberto, usados para encriptar transmissões de dados via Internet. Pelas diversas informações que têm vindo a público, este vírus terá já apanhado palavras-passe de diversos sites, sendo também o programa capaz de aceder a outras informações confidenciais, como números de cartões de crédito.

Por todo o Mundo, várias empresas estão a trabalhar nas correcções necessárias para proteger os servidores contra os ataques do “Heartbleed”.

De acordo com alguns especialistas, o vírus permaneceu desconhecido ao longo de dois anos, o que dificulta a avaliação dos estragos provocados pelo mesmo.

Entre a lista de sites afectados pelo “Heartbleed” estão o Flickr e o Tumblr, redes sociais muito populares.

Esta nova ameaça informática relembra-nos a necessidade de termos nos nossos computadores uma solução anti-vírus paga e actualizada.

Se acha que o seu PC poderá estar infectado por este ou outro tipo de malware, consulte de imediato um serviço de assistência especializado.

Windows XP em fim de linha

Chegou ao fim o suporte ao Windows XP.

Conforme explicamos anteriormente, após 8 de Abril de 2014 não haverá novas actualizações para este produto Microsoft, incluindo actualizações de segurança.

Os computadores equipados com o XP ficam progressivamente mais expostos a ameaças, especialmente as externas que advêm do uso da Internet.

Por outro lado, o sistema ficará cada vez mais débil, em termos de estabilidade, já que o fabricante deixou de realizar correcções para anomalias que possam vir a ser detectadas.

Deste modo, por razões de segurança e produtividade, recomendamos o upgrade para uma versão mais recentes do Windows:

Actualização Windows 7

Por apenas 79,90€

Inclui:

- Licença Original Windows 7 Home Premium

- Serviço de Instalação do Sistema Operativo

 

NOTA: O equipamento actual deve ter colado Certificado Original relativo a Windows XP ou Windows Vista Serviço sujeito a validação da compatibilidade do Hardware. Pode haver necessidade de ser realizada expansão de memoria.

Os tão famosos cookies!

Desde os primórdios da massificação da Internet que ouvimos falar em cookies. Estes pequenos ficheiros que são descarregados pelo browser no nosso computador são, para a maioria dos utilizadores, um mistério e carregam consigo uma fama pouco positiva. Na verdade, os cookies são vistos como propagadores de vírus e de outro software malicioso, como portas de entrada para hackers, ou como causa da lentidão do PC.

Internet Cookies

No entanto, os cookies têm um papel importante na nossa navegação na Internet. Na verdade, muitos dos nossos gestos online não seriam possíveis sem eles.

Os cookies são utilizados pelos sites para manterem a sessão com o browser, para tornar possível a personalização da navegação: sem eles, não poderíamos configurar contas, realizar compras, operações bancárias ou outras acções que para nós são banais.

Neste artigo, apresentamos-lhe uma série de mitos e factos sobre os cookies:

Mito: Os cookies são “espiões” e registam tudo o que fazemos

O conteúdo de cada cookie é definido pelo site que estamos a visitar. Portanto, a menos que a insiramos no site, não há maneira dos cookies registarem a nossa informação pessoal.

Por outro lado, a maioria dos cookies são simples registos de sessão, como método de uma nova visita ao site ser reconhecida pelo navegador. É verdade que, algumas vezes, podem conter as suas credenciais de login, por norma encriptadas, mas como os cookies são apenas enviados ao site que os originou, mesmo que contenham informação pessoal, não vão ser partilhados com mais nenhum site.

Mito: Cookies são vírus ou spyware e criam spam e popups

Os cookies são pequenos ficheiros de texto e não podem ser executados, portanto, não podem conter vírus ou outro qualquer tipo de software malicioso.

A principal causa deste mito, prende-se com o facto de a maior parte das aplicações anti-spyware atacarem alguns cookies durante as análises. Isto porque os cookies podem ser usados pelos sites de publicidade para identificar os sites que visitamos e deste modo apresentarem-nos publicidade com base nos nossos hábitos de navegação.

(falaremos deste assunto mais à frente)

Facto: O malware consegue ler os nossos cookies

E então? Se o seu computador está infectado com vírus, não é com os cookies que se deve preocupar, mas sim com a remoção do software malicioso.

Facto: Os cookies são utilizados pelas redes de publicidade

Mas as redes publicitárias têm apenas acesso aos seus cookies e não aos cookies dos sites em que anunciam.

Facto: Eliminar ou bloquear cookies pode gerar ainda mais publicidade chata

Sabe aqueles sites em que, para poder ler determinada informação, é necessário clicar num anúncio primeiro? Pois…

Esses sites colocam um cookie no seu computador para impedir que esse anúncio seja mostrado novamente.

Ora, se os cookies estiverem bloqueados no seu PC, sempre que voltar a esse site, vai ter que ver o anúncio.

Conclusão

Os cookies são fundamentais para a nossa navegação na Internet.

Se tem dúvidas sobre segurança online, consulte um técnico especializado.

Visit Us On Facebook