Apple apresenta iPhone vermelho… e outras novidades

De forma surpreendentemente discreta, a Apple anunciou vários novos produtos de uma assentada: uma edição especial do iPhone 7 e 7 Plus em vermelho, um novo iPad e uma app de edição de vídeo para as redes sociais.

Desde 2006 que a Apple colabora com a Red, uma organização sem fins lucrativos que combate o HIV e a SIDA na África Sub-Saariana. No âmbito dessa parceria, que já angariou mais de 120 milhões de euros, a Apple apresenta agora uma versão em vermelho do iPhone 7 e 7 Plus.

iPhone vermelho

Com preços a partir dos 889 € (iPhone 7) ou 1.029 € (iPhone 7 Plus), o smartphone da Apple poderá ser encomendado no nosso país a partir da próxima sexta-feira, dia 24.

No sector dos tablets, o iPad Air 2 foi substituído por uma iPad de 9,7’’ com um processador A9 mais potente e um preço mais baixo. Em Portugal, este novo modelo terá preços a partir dos 419 € e também poderá ser encomendado a partir da próxima sexta-feira.

A Apple apresenta-nos também uma nova aplicação: Clip. A grade característica desta app de edição de vídeo é estar orientada para as redes sociais: os vídeos são no formato quadrado, o que os torna adequados ao Instagram e ao Twitter.

Trata-se de uma app que pode ser definida como uma versão simplificada do iMovie, na qual é possível adicionar efeitos, legendas e trilhas sonoras de forma fácil e intuitiva. Disponível a partir de Abril, é compatível com iPhones 5S ou superiores.

A MisterPC presta assistência técnica iPhones, iPads e MacBooks. Consulte-nos!

Vem aí o Bluetooth 5

Harald Blåtand foi um rei dinamarquês do século X que ajudou a unir facções em guerra nos territórios que actualmente correspondem à Noruega, Suécia e Dinamarca.

Blåtand em inglês traduz-se como Bluetooth e foi em homenagem ao rei dinamarquês que foi denominada a tecnologia sem fios, criada em 1994, que permite conectar dispositivos diversos.

Bluetooth 5

O Bluetooth (BT) já está enraizado no nosso dia-a-dia mas continua a evoluir, estando para breve o lançamento da 5ª geração que irá trazer grandes novidades: o alcance será quatro vezes superior e a velocidade de transmissão de dados duas vezes superior, e tudo isto sem consumo de energia adicional. Esta informação já oi oficializada pelo SIG (Bluetooth Special Interes Group), entidade que regula este standard de comunicação.

A chegada dos primeiros produtos com Bluetooth 5 está prevista para breve sem, no entanto, haver uma data concreta.

Esta evolução da tecnologia BT visa fazer face à nova geração de aparelhos IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas), que apresenta requisitos de comunicação, autonomia energética e automatização mais elevados.

O SIG acredita que as melhorias agora apresentadas venham a alargar a utilização do Bluetooth a um leque maior de dispositivos.

Optimização de Sistema

Optimização de sistema

 

O seu computador está lento e não responde às suas acções?

Confie-nos a sua máquina e volte a trabalhar com rapidez!

Diagnósticos Totalmente Gratuitos!

Vírus que apaga todos os dados do disco

Em 2012, o vírus Shamoon apagou informações importantes de 35 mil computadores da companhia petrolífera estatal da Arábia Saudita – Saudi Aramco – a maior do Mundo.

Malware - Software malicioso

Agora, a Kaspersky detectou um malware semelhante, apelidado de StoneDrill. Esta nova ameaça apresenta um elevado nível de sofisticação: está equipado com módulos para espionagem e também ransomware. Está compilado em 32 e 6 bits e pode ser controlado remotamente, estando menos dependente de servidores externos.

O StoneDrill tem a capacidade de fugir a antivírus e outros métodos de segurança, dado que não se instala no disco do PC, mas sim na parte da RAM associada ao navegador, instalando um código que apaga todos os dados.

À partida, os utilizadores comuns não terão motivos de preocupação, dado que estes softwares maliciosos são desenhados para atacar grandes empresas e corporações.

De qualquer modo, nunca é de mais relembrar a importância de manter uma boa solução antivírus no seu computador, actualizar a mesma frequentemente e recorrer à ajuda de especialistas sempre que detectar algo de anormal na máquina.

Temperatura ideal do computador

É frequente ouvirmos falar em problemas de aquecimento do computador. De facto, muitas avarias são provocadas por elevadas temperaturas em determinados componentes ou deficiente refrigeração do equipamento. No entanto, a premissa “quanto mais frio, melhor” nem sempre é aplicável. Cada componente tem uma temperatura ideal de funcionamento:

Sobreaquecimento do computador

Processador

Ao executar diversas tarefas em simultâneo o processador pode atingir temperaturas elevadas e, nem sempre, o sistema de refrigeração do computador é suficiente para manter o processador na temperatura adequada.

Para saber a temperatura ideal do processador do seu computador, consulte o manual do mesmo ou documentação do fabricante. Contudo, a maior parte dos processadores requer uma temperatura máxima de 10oC para funcionar correctamente.

Placa gráfica

Em jogos, softwares de design gráfico ou técnico, programas de edição de vídeo ou imagem, a placa gráfica desempenha um papel importante, sendo exposta a esforços elevados.

Para manter uma boa performance, a temperatura da placa gráfica deve situar-se entre os 30°C e os 60°C. Mais uma vez, recomendamos a leitura da documentação técnica do seu computador ou da própria placa.

Disco

O disco rígido exige uma temperatura mínima de 20° e uma máxima de 30°. Exposto a temperaturas demasiado baixas, o disco pode apresentar travamentos constantes, ou erros de leitura e gravação.

Fonte e memória

Também estes componentes podem entrar em sobreaquecimento. Havendo essa possibilidade, os fabricantes costumam dotar as máquinas de dissipadores para manter a temperatura a níveis mais baixos.

Dicas MisterPC

Para manter o seu computador a funcionar na temperatura adequada a MisterPC recomenda:

- Manutenção preventiva: não espere por uma avaria para levar a sua máquina a um centro de assistência técnica. Acções simples de manutenção, como uma limpeza, por exemplo, ajudam a prevenir avarias graves e de reparação dispendiosa. Um dos principais factores de sobreaquecimento num computador é a obstrução das vias de refrigeração, por acumulação de pó ou outros detritos.

- Se usa um PC de secretária, escolha um sítio com uma boa ventilação para o posicionar. Na loja de semi-novos da MisterPC, encontrará modelos compactos que podem facilmente ser colocados sobre a secretária, ficando mais expostos à circulação de ar (ao contrário do que acontece às torres posicionadas sob as mesas de trabalho).

- Se faz uma utilização intensiva do portátil, recomendamos a utilização de uma base com refrigeração. Para além de serem muito úteis do ponto de vista ergonómico (colocam o portátil numa posição de utilização mais cómoda e podem apresentar portas USB adicionais), fornecem refrigeração adicional à sua máquina.

Para mais esclarecimentos sobre este tema, consulte um dos nossos centros de assistência técnica informática. Na MisterPC, o Diagnóstico é totalmente gratuito. Analisamos o seu PC, sem compromisso de reparação.

Acelere o seu PC!

Disco SSD com instalação

 

Aumente a performance do seu computador, agora mesmo!

Na MisterPC, disco SSD de 128GB, por 89 € com instalação incluída!

CLIQUE PARA SABER MAIS

Apps Android infectam Windows

Já abordamos no Blog MisterPC a problemática das aplicações para sistemas Android, obtidas fora da Play Store e o risco que apresentam para a segurança de smartphones, tablets e PCs.

Virus Android

No entanto, recentemente, a Palo Alto, empresa especialista em segurança informática, detectou na Play Store 132 aplicações infectadas com malware… para Windows!

Apesar de todos os dias surgirem novas e engenhosas formas de espalhar software malicioso pelos mais variados sistemas informáticos, esta descoberta não deixou de causar perplexidade na comunidade de especialistas. Ainda para mais, estas aplicações já andavam a infectar os computadores Windows há vários anos, mas com impacto quase nulo nos sistemas Android.

Tendo sido alertada de imediato, a Google retirou as apps da sua loja.

A Palo Alto acredita que, por sua vez, a infecção tenha chegado às aplicações Android, proveniente de sistemas Windows.

Esta situação é um alerta importante nos nossos dias, em que praticamente todos os utilizadores dispõem de diversos dispositivos, com sistemas operativos diferentes, provando que os vírus podem transitar entre eles, sem controlo ou intervenção.

A Mister PC recomenda:

- a instalação de uma boa solução anti-vírus em todos os seus dispositivos (computadores, smartphones e tablets)

- que mantenha todas as suas aplicações, incluindo sistemas operativos, sempre actualizadas.

Intel ou AMD?

A Intel será certamente a marca de processadores mais famosa do mercado. No entanto, é frequente encontrarmos modelos de PCs ou portáteis equipados com processadores da sua principal concorrente: a AMD.

Quais as principais diferenças entre os chips das duas marcas? Qual escolher no momento de adquirir um novo computador?

A MisterPC dá uma ajuda.

Intel: prós e contras

Intel

Estudos recentes apontam a Intel como responsável por 80% da receita do mercado mundial de processadores, deixando a AMD para segundo lugar.

No global, poderemos dizer que os processadores da Intel apresentam uma melhor performance. Apesar dos chipsets da AMD possuírem mais núcleos de processamento, os núcleos dos chips Intel são mais rápidos, apresentando maior eficiência individual.

No entanto, isto não é regra. Há processadores AMD que superam os da Intel.

Não obstante, os testes de benchmark facilmente colocam a Intel em primazia. Um Intel Core i7-6700k vence facilmente o seu equivalente da AMD, o FX-95590. E repare-se na diferença de especificações: o chipset da Intel tem quatro núcleos de processamento, de 4GHz; o da AMD possui oito núcleos a 4.7GHz.

Esta surpreendente performance resulta de anos de investimento em investigação e desenvolvimento.

Por outro lado, os dispositivos da Intel apresentam uma maior capacidade de compatibilidade com as placas-mãe, facilitando a vida dos construtores e dos entusiastas que gostam de assemblar os seus próprios equipamentos.

Mas nem tudo são rosas: por norma, a maioria dos CPUs da Intel de alto desempenho são mais dispendiosos que os equivalentes da AMD.

Prós e contras da AMD

AMD

Do exposto acima, relativamente à AMD, rapidamente de conclui que a principal vantagem face à Intel será o preço. E atenção: mais barato não significa pior, ou mau.

Mesmo que a performance da AMD não seja, eventualmente, tão boa como a da Intel, o facto é que os processadores AMD apresentam elevada qualidade e performance, sendo que o “utilizador comum” não notará, à partida, a diferença entre ambos. E é aqui que o preço se torna, verdadeiramente, um factor diferenciador.

Por exemplo, um AMD Athlon X4 tem uma performance geral melhor (segundo os testes do CPUBoss) que um Intel da mesma faixa de preço. Ou seja, para quem quer economizar no processador, os modelos da AMD costumam apresentar um melhor custo-benefício.

Outro aspecto em que a AMD geralmente leva a melhor sobre a Intel é na placa gráfica integrada dos seus processadores. Segundo os testes de benchmark da CompuBench, por exemplo, um AMD A10 7870K, tem uma performance gráfica bem superior à de um i5-6400 que se encontra na mesma gama de preço. Ou seja, em jogos mais básicos, os processadores da AMD também são mais vantajosos.

Mas há o lado mau. Uma das principais críticas dos utilizadores aos processadores AMD tem a ver com a sua (pouca) eficiência energética e com o facto de sobreaquecerem com mais frequência. Este facto explica-se pelo número superior de núcleos de processamento, o que dificulta a dissipação de calor.

Com este aspecto negativo, a AMD acaba por perder a vantagem competitiva em termos de preço, dado que os processadores de alto nível da AMD exigem sistemas de refrigeração mais avançados, logo, mais caros, reflectindo-se este custo no preço final do computador.

Conclusão

Como pode ver, Intel e AMD têm vantagens e desvantagens e só o utilizador poderá decidir qual a solução mais indicada ao tipo de utilização que faz do computador.

Os processadores da Intel serão mais rápidos e eficientes, mas do da AMD têm melhor desempenho gráfico e um custo-benefício mais apelativo.

Ambas as marcas têm produtos capazes de responder aos diferentes perfis de consumidor.

Se tem dúvidas, a equipa técnica terá todo o gosto em ajudar.

Aproveitamos para sugerir que consulte as nossas sugestões de PCs e Portáteis semi-novos.

i3, i5 ou i7: descubra as diferenças

Na hora de comprar um novo PC deparamo-nos, frequentemente, com uma destas designações: i3, i5 ou i7.

core i3 logo

 

i5logo2

 

Intel_i7_logo

Para o utilizador comum, entender a nomenclatura dos processadores Intel pode não ser fácil e imediato. Com este artigo, vamos ajudá-lo a perceber as diferenças entre eles e qual o mais adequado à sua utilização diária.

Para começar

Em primeiro lugar, é importante saber que i3, i5 e i7 são os membros da principal linha de processadores da Intel, sendo que, de forma resumida, o i5 é melhor que o i3, e o i7 é melhor que o i5.

Compreender isto, já é uma grande ajuda na hora de decidir entre diferentes modelos de PC.

No entanto, não terá necessidade de ir a correr adquirir um PC com processador i7, só porque é melhor que os restantes. A utilização que faz do seu computador pode não justificar o investimento num processador i7. Um i5, ou i3, poderão ser suficientes para corresponder às suas necessidades.

Na prática, o que distingue as diferentes referências de processador?

Por norma, um i3 tem dois núcleos de processamento. Por sua vez, o i5 e o i7, têm quatro.

Quanto mais núcleos, mais tarefas o processador pode executar em simultâneo.

Em termos de velocidade de processamento, o i3 pode chegar aos 3.5GHz e o i7 aos 4.10GHz.

As gerações

Há também que distinguir entre as diferentes gerações destes processadores. Desde 2010, ano em que os “i” foram lançados, já foram criadas 7 gerações de cada referência. Isto explica, pelo menos em parte, que dois PCs com um processador da mesma referência possam ter performances e preços diferentes. Por outro lado, pode acontecer que um processador de uma referência mais baixa, mas de uma geração mais recente, possa ter uma performance equivalente a um de uma referência superior, mas de uma geração mais antiga.

Mas como saber qual a geração do processador? É aqui que entra aquele número que a Intel coloca logo depois do i3, i5 ou i7. Por exemplo, o i3-5200 pertence à quinta geração, enquanto o i3-6100 pertence à sexta.

Esse número ajuda-o também a distinguir entre modelos diferentes, dentro da mesma geração. Quanto maior for o número, melhor será o processador.

Um i3-6167 é melhor do que um i3-6100, por exemplo.

E quando aparecem letras?

Após a numeração, podem surgir uma ou duas letras: U, Y, T, Q, H ou K.

Três delas têm a ver com o consumo de energia. A letra U significa “Ultra Low Power”; Y representa “Low Power”; e T indica “Power Optimized”.

A letra Q representa “quad-core”, isto é, quando o processador tem quatro núcleos; a letra H significa “High-Performance Graphics”, quando o chip possui uma boa gráfica integrada; e K representa “Unlocked”, o que significa que o processador pode ir além de sua velocidade pré-determinada através de um overclock.

E o que é a cache do processador?

A cache é a memória temporária do processador. Algumas lojas indicam esse valor junto à referência do mesmo. Aqui é simples: quanto maior a cache, mais informações o processador pode guardar e mais rapidamente ele vai executar tarefas frequentes. Normalmente, um i3 vem com 3 MB ou 4 MB de cache, enquanto um i5 pode chegar a 6 MB e um i7 alcança até 8 MB.

Qual o melhor para mim?

Há outros pormenores que ajudam a distinguir os diferentes processadores. No entanto, com a informação acima, já poderá tirar algumas conclusões:

a)      O i3 é o mais barato e oferece desempenho suficiente para tarefas simples. Se o PC tiver uma placa gráfica dedicada pode até correr jogos sem problemas. Portanto, é um processador adequado a uma boa parte do público.

b)      O i5 é a opção intermédia, recomendada para utilizadores que têm necessidade de fazer mais coisas ao mesmo tempo. Em termos de desempenho, a diferença para o i3 não é significativa, mas quando se trata de executar várias tarefas ao mesmo tempo, os ganhos de performance são mais notórios. É uma boa escolha para jogos, se aliado a uma boa placa gráfica.

c)       Jogadores exigentes, profissionais de edição de imagem e vídeo, ou outros utilizadores que necessitam de máximo desempenho, são o público dos processadores i7. Para o “comum dos mortais” a diferença de performance não justifica o investimento extra, mas a nível profissional e empresarial os ganhos de produtividade podem justificar o custo mais elevado do equipamento.

Para mais informações ou esclarecimento de dúvidas na aquisição do seu novo PC, consulte os nossos centros de assistência técnica. Veja também a nossa selecção de portáteis e PCs semi-novos, equipados com processadores Intel.

O Regresso do 3310

Foi um dos modelos icónicos da Nokia. Lançado em 2000, vendeu 126 milhões de unidades em 3 anos e tornou-se popular pela sua robustez. “Toda a gente” teve um!

Nokia 3310

E agora, segundo apontam os mais recentes rumores, todos vão poder voltar a tê-lo.

O site VentureBeat, que até costuma acertar neste tipo de informações, anunciou que a HMD Global, empresa detentora da licença para produzir telefones Nokia, planeia apresentar o 3310 no Mobile World Congress, que arranca a 26 de Fevereiro.

Os rumores apontam para um preço de 59 €.

Paralelamente, espera-se a apresentação de novos smartphones: Nokia 5 e Nokia 3.

Faltam poucos dias para o início do MWC. Até lá, ficamos na expectativa.

Visit Us On Facebook